A SOCIOECONOMIA DO DISTRITO DE IRRIGAÇÃO FORMOSO (DIF) EM BOM JESUS DA LAPA (BA): OS IMPACTOS DAS ATIVIDADES GEOECONÔMICAS E O TRABALHO DOS AGRICULTORES FAMILIARES

  • Maria Aparecida Brito Oliveira Instituto Federal Baiano de Educação Ciência e Tecnologia
  • Carivaldo Pereira Neves Neto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – Campus Bom Jesus da Lapa.
  • Jaiane Dias Espínola Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – Campus Bom Jesus da Lapa.
  • Maria Vitória de Lima Batista Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – Campus Bom Jesus da Lapa.
Palavras-chave: Agricultura Familiar; Associativismo; Economia; Produção.

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de um Projeto de Iniciação Científica cuja abordagem retrata a socioeconomia do Distrito de Irrigação Formoso (DIF) em Bom Jesus da Lapa (Ba), com destaque para os impactos das atividades geoeconômicas e o trabalho dos agricultores familiares. O projeto analisou as principais dificuldades vivenciadas pelos produtores familiares na comercialização da banana, com o intuito de minimizar as dificuldades encontradas na produção e comercialização do fruto. Para essa análise foram utilizados os seguintes instrumentos de pesquisa: questionários semiestruturados, entrevistas com os produtores e lideranças de associações de produção, observação participante e palestra na sede do DIF. A partir da análise dos instrumentos e dos encontros com os produtores constatou-se que os principais problemas que afetam a produtividade estão voltados para a assistência técnica e a dificuldade com gastos na produção (insumos, contas de água, uso de aeronaves no controle de pragas). Além disso, verificou-se que não há uma produção tipicamente de agricultura familiar no Projeto Formoso, apesar de muitos trabalharem no sistema familiar. Sendo assim, trata-se de pequenos e médios micro-empresários que produzem no seu lote e adquirem renda com a comercialização do fruto. Foi possível identificar também que esses estão na dependência da monocultura da banana e encontram dificuldades na articulação política, especialmente em formar e manter associações, encontrando muitos empasses na resolução dos problemas

Referências

BAHIA TEM MAIOR PRODUTOR DE BANANA DO PAÍS. Jornal A Tarde. Disponível em:http://www.unifacs.br/wp-content/uploads/2017/06/Jornal-A-Tarde-Formoso.pdf. Acesso em 19 de Abril de 2018.

CODEVASF – COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E PARNAÍBA. 2ª SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL. Diagnóstico socioeconômico e ambiental do Perímetro de Irrigação Formoso. Bom Jesus da Lapa, 2008.

COELHO NETO. Agripino Souza. As repercussões espaciais das políticas de irrigação no Vale do São Francisco: uma análise do Projeto de Irrigação Formoso no Município de Bom Jesus da Lapa (Ba). Dissertação (Mestrado) - Pós-Graduação em Geografia. Universidade Federal da Bahia. Instituto de Geociências, 2004.

__________. A irrigação no Médio São Francisco e a produção da seletividade sócio-espacial. In: SEI. (Org.). Desenvolvimento Regional: Análises do Nordeste e da Bahia. 1ed.Salvador: SEI, 2006, v. , p. 113-125.

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA – CODEVASF. Projeto Formoso A/H. 2018. Disponível em:http://www.codevasf.gov.br/principal/perimetros-irrigados/elenco-de-projetos/formoso-a-h. Acesso em: 18 de Abril de 2018.


INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Agrícola Municipal (PAM). Município de Bom Jesus da Lapa. Disponível em:
https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/pam/tabelas. Acesso em 01 de Maio de 2018.

KUMMER, L. Metodologia participativa no meio rural: uma visão interdisciplinar. conceitos, ferramentas e vivências. - Salvador: GTZ, 2007. 155p.

ROCHA, Demétrios Pascoal de Almeida. Projeto Formoso: impactos socioeconômicos e ambientais no município de Bom Jesus da Lapa-Ba. / Demétrios Pascoal de Almeida Rocha. – Salvador, 2016.
Publicado
2021-04-13